Querida Costurinha

Oi, pessoal!

Hoje, pra quem viu por aí, eu estava fazendo uma carteira de couro (sob encomenda). Infelizmente ainda não tenho a máquina de pregar botões de pressão, então fui à sapataria pra colocá-los e a primeira pergunta que me fizeram depois que souberam que eu costurava, foi: por que você começou com isso?

Acreditem se quiser: essa é a maior dúvida que as pessoas têm ao descobrirem a minha habilidade.

Deixe-me contar uma história pra vocês!

Eu moro em São Miguel do Iguaçu (PR) – uma pequetitita cidade no extremo oeste do estado. E é aqui mesmo que existe uma revista chamada D+, que é patrocinada por algumas lojas… Foi o pessoal dessa revista que me convidou pra fazer um texto sobre qual era o meu hobby. Afinal… qual o meu hobby mesmo?

É por meio dessa pergunta que eu vou responder também a outra: por que eu comecei a costurar?

Como o texto está pequeno, vou postar aqui a íntegra do que escrevi pra que fosse publicado na revista:

“Costurar é definitivamente o meu hobby!

A paixão começou quando eu tinha 15 anos.

Na minha adolescência assistia muuuuita TV! Nessa época, uma das minhas séries favoritas era “Gossip Girl”. Todo o seriado era repleeeto de roupas lindas e estilosas!  Nele havia uma personagem chamada Jenny que costurava peças super criativas – é a ela que devo minha inspiração!

Pedi pra minha mãe se haveria possibilidade de achar uma professora pra mim, e ela topou! Fomos insistentemente atrás de alguém que pudesse me ensinar… Confesso que não foi fácil, mas encontramos alguém que pudesse me ensinar. Nesse período, não tinha NENHUM conhecimento sobre a área. Nada mesmo, não entendia o que era avesso, manga, cava, medida…

Comecei do zero – sentando na cadeira com um retalho, e fazendo “labirintos” de costura até pegar o jeito da máquina. Depois, aprendi a tirar moldes de revistas, a cortar, a aumentar…  

Fiz um ano de curso e mesmo assim não compreendia direito como tudo aquilo funcionava.

Minha mãe encontrou outra costureira que pudesse me auxiliar. Passei a ir todas as tardes na casa dela, ela me ensinava o que sabia, e eu, ajudava nas costurinhas com o meu trabalho. Lá aprendi muita, muita coisa. E assim, se passaram dois anos.  

 Após algum tempo comecei meus trabalhos por conta própria. Minha mãe trocou minha modesta máquina caseira por uma de costura reta industrial, ganhei uma overlock (que serve para acabamentos), e só no ano passado ganhei uma galoneira (especial para malhas).

Pode parecer fácil pra quem vê de fora, mas costura é uma atividade árdua! Minha mãe sempre me disse: “Filha, você tem que pensar nisso como se fosse uma construção! Cada parte da roupa é um tijolinho que você tem que encaixar no lugar certo!”

Sempre fui apaixonada por moda, roupas e acessórios! Sempre quis peças únicas, diferente das que eu via por aí. Costurar te dá essa vantagem: você pode fazer mil coisas que tem vontade: desde laços de cabelo até cortinas, desde camisetas até blazers! Além do mais, com o preço de uma calça, por exemplo, você consegue fazer três!  Com o preço de um vestido de festa, você faz dez! Sob medida e do jeito que você quiser! O mundo dos aviamentos é cheio de coisas lindas!!!

Costurar me deixa entusiasmada, feliz, útil! É tão bom receber um elogio e poder dizer “muito obrigada! Foi criação minha!”. Ocupa a mente! É um passa-tempo que só traz benefícios!

Não faço para comercializar, porque não tenho tempo. No entanto, tenho planos de começar algo nesse sentido quando terminar a faculdade! Mesmo assim, intitulo minha marca como ‘Grife Laura’! Hehehe.

Para quem deseja começar, dou a maior força! É preciso determinação e foco! Não é do dia pra noite que você vai sair costurando vestidos de gala. É necessário paciência, pra entender que no início, você vai sim fazer costuras tortas, vão ter peças que você vai terminar e detestar, mas é isso que proporciona crescimento!

Costura como tudo na vida da gente, exige treino! Tem muita coisa boa disponibilizada na internet, mas o maior aprendizado vai ser sem dúvida alguma com a sua própria prática e perseverança!”

                                         No meu cantinho, com bandana e vestido confeccionados por mim, e na máquina fazendo uma camisa de broderi (que é esse tipo de tecido com buraquinhos) 🙂

P.s: como estou de férias, ando fazendo algumas costurinhas aqui e ali. É por isso que vocês me veem postando fotos de projetos e encomendas.

É isso! Mais um registro e depoimento da minha sincera relação de amor com a moda! ❤

Um beijo e obrigada novamente pela visita!

Com carinho,

Laurinha.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Querida Costurinha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s